Um ato de bondade nunca é em vão

Quinta-feira eu e meu colega fomos pra PoA comprar os ingressos do show do Metallica. Chegamos 8 horas lá e já tinha mais ou menos 400 pessoas na fila. Esperávamos comprar ingressos do primeiro lote.

O primeiro lote acabou. Mesmo com o dinheiro do almoço, faltava dez reais pra mim. Por mais que eu "chorasse" não ia adiantar nada ( sabem que, me cobraram até cinco centavos que uma mulher do lado me deu, caso contrário, nada de ingresso).

Fiquei desesperado. Quatro horas na fila pra nada? Toda expectativa de ir no show por água abaixo? É... comecei a mendigar. Sim, pedi "esmola" pra quem passava, consegui nisso um real em moedas. Não, eu não ia perder o show. Tive a ideia de pedir pra um senhor com mais de sessenta anos comprar o ingresso pra mim, que seria setenta reais e o resto do dinheiro, eu daria pra ele. Pedi pra dois senhores, que não quiseram comprar e muito menos ganhar quarenta reais de graça. Foi então, que vi outro senhor. Pedi pelo amor de Deus que ele me ajudasse e ele concordou. Mas foi dito que, para entrar no show tinha que comprovar que é idoso. Aí, aconteceu o que ninguém esperava. O senhor, muito simpático e legal, me deu dez reais que faltavam e disse: "Tu não vai deixar de ir nesse show, por dez reais"

Sem palavras, um simples muito obrigado de coração pra esse senhor, que foi muito legal e generoso comigo, mesmo sem nunca ter me visto na vida. A prova que ainda existem pessoas boas no mundo. Chorei na fila e no trem. E não chorei porque vou ir no show do Metallica, mas sim pelo gesto de bondade que o senhor fez. Obrigado, mesmo !






Yeah ! \m/

6 comentários:

Taw disse...

Pô... muito legal a atitude do cara! Legal sua humildade também.

Graziela disse...

tu é um cara de sorte.

Lidiele Moura disse...

Ainda existe gente boa nesse mundo...
quem sabe um dia terei o prazer de conhecer alguém que solicita ajuda, sem pedir nada em troca...

fique muito feliz por isso
xD

Lincoln Pires disse...

Ótima postagem, não poderia usar melhor coisa do que a particularidade do nosso cotidiano.
Algo íntimamente pessoal...
Seguindo os outros: bondade existe sim!

Camila disse...

Poxa, entendo porque você chorou pela atitude do senhor, Rs, certa vez, num ônibus, uma moça que estava sentada se ofereceu para segurar minha pasta; é uma bobagem, eu sei, mas fiquei super feliz e refleti sobre essas pequenas ações; serviu para me deixar, digamos, mais generosa e bondosa com o próximo por um mês... ;)

Anderson disse...

perdoa senhor.