O que é feio, e o que é bonito?

Uma semana depois da Páscoa eu ainda sinto na pele os reflexos da tradição... Depois de devorar duas caixinhas de bombons e mais o que tinha dentro delas (nos outros anos eu ganhava mais chocolate; tem a ver com a idade, com a inflação, com a crise de Novo Hamburgo ou estão todos preocupados com a minha saúde?) muitas e muitas novas espinhas nasceram. Então, só pude concluir uma coisa: espinhas fazem mal para o chocolate.
De qualquer jeito, não vou deixar de ser chocólatra, comer chocolate, gastar meu dinheiro em chocolates só por causa de acnes, que poderiam nascer nas costas, nas pernas, na barriga, no umbigo, nos pés, no c*, mas nascem no rosto. Com espinhas, ou sem espinhas, não muda lá muita coisa.
E depois, alguém se lembra daquela frase do Lemmy, "Não somos bonitos, mas somos honestos"? Pois é. Posso não ser bonita, mas sou honesta, cult, cool, e feliz. Aliás, quem disse que eu sou feia ou bonita? Quem disse o que é feio e o que é bonito? O que é feio ou bonito? Os olhos de quem olha. É disso que tudo deveria depender, e não da opinião de alguém que impôs a mesma e todos os outros acreditaram.

2 comentários:

ViNícULa disse...

no caso
alguém que se julgava superior falou
e os mentes fracas, que compõe a tão comum sociedade(da qual eu já me excluí em outro post), acharam que era o certo

essa frase agora
"que não sejamos cegos ao não ver o invisível"
frase minha
mas no contexto
analisando ela com uma bergamota na mão
é bem possível de entender

mas nem tudo o que parece, é

MESTRE DOS MAGOS disse...

eu devido a minhas inumeras alergias me acostumei a comer pouco chocolate,e acho eu, sou o unico no mundo que não sinto falta de tal delicia culinaria