Não importa o que você fale, isso será relativo

Relativo como tudo(que nem sempre é tudo, assim como o sempre pode não existir por toda eternidade e o jamais pode ser uma negação tão fraca quanto um simples não) que acaba sendo, por maioridade de votos ou por decisão de uma maioria (geralmente) estúpida, o viver é sem dúvida o verbo mais fácil de ser usado em diferentes lugares, tempos e de diferentes formas.

Como tantas outras palavras (algumas já citadas), o viver, que não é apenas uma palavra, pode ser usado, criado, relatado, ratificado ou mesmo inventado, em qualquer lugar que haja vida. O viver da primeira bactéria* foi o viver mais complicado e complexo pois, sem haver antes dela nada que pudesse usar o viver, ela criou a primeira forma de vida. Seria a primeira bactéria um ser de outro planeta, e assim, possuidor de um viver ou de uma ideia de viver já definida? Fiquemos com a dúvida.

Outra relatividade no viver pode ser colocada no (viver) do Adão, sujeito calmo, boa pinta, o molde para todos os homens(se alguma mulher vier com piadinha feminista, eu xingo), o primeiro ser racional** a pisar numa terra de ninguém, por falta de gente. Terra que hoje continua sendo de ninguém, por falta de inteligência e de, espantem-se, humanidade, embora humanos não faltem nesse pequeno espaço de terra, água e areia. O Adão não tinha o que fazer, também ninguém lhe ensinou a viver, mas os animais já viviam ali, então, como foi feito com o Tarzan, criaram ele como animal e ensinaram o que ele precisava saber(mas sem os tigres ou leões malvados). Até ser tirada uma costela dele e mais uma complexa forma de viver ser criada.

O viver de gente importante, como John Lennon, Napoleão Bonaparte ou como qualquer papeleiro, também é muito relativo. Como o viver de gente que não precisaria ter vida, como Luiz Inácio Lula da Silva ou o Robinho, também é relativo.(que mesmo sem vida poderiam ter o que têm, porque afinal de contas, se cada um tem o que merece, como é possível eles terem tanto?)

A questão do viver e da relatividade podes ser escrita em 140 caracteres ou em 7.000(sete mil, para os ruins em Matemática) frases, que mesmo assim, com tanto ou com tão pouco, seria relativo. Porque o viver é relativo. Tudo, nada, sempre, nunca, a vida, um cão urinando num poste, uma maçã caindo na cabeça de um futuro gênio, tudo é relativo.

A relatividade é relativa. E há controvérsias. Mas isso, isso também é relativo.

*colocando a teoria dos cientistas como algo palpável(pffff)
**colocando o ser humano, seja homem ou mulher, como seres racionais

4 comentários:

Lelli Ramz disse...

Relativooo

sim td mto relativo.. amei o modo de escrever.. e td aqui...

Bjinhus, inconstancias e relatividades

Lelli

Lelli Ramz disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Crônico disse...

muito subjetivo
poucos entenderão
legal isso
código

Vanne disse...

"tudo é sempre a mesma coisa, o mesmo jeito, toda vez...tudo é muuito relativo..." lembrei da música..uashiAUhsiuahs...