Um saco, uma droga, uma porcaria? Não, é tédio mesmo

Sábio aquele que, por algum motivo, algum dia, em algum momento de sua vida, teve a feliz idéia de dizer "eu já tentei de tudo mas não tenho remédio pra livrar-me desse tédio". É simplesmente uma frase genial que foi transposta, colocada e usada em uma música que, se não o maior sucesso de todos os tempos(sequer é o maior sucesso da banda que canta-o), é uma das que mais retrata a realidade de algum ponto de vista.

O tédio é definido como um aborrecimento(dentre outras duas palavras que em toda minha vida nunca ouvi ou li). Um aborrecimento é como alguma outra coisa difícil de definir, entretanto todos sabem o que é e para que serve(ou não serve).

O estar sem fazer nada, seja por não haver outra coisa a ser feita ou por vontade pura e simples de não fazer o que se pode fazer(por diversos motivos) não deve ser criticado jamais, pois é um dos estados mais melancólicos com o qual o ser humano convive durante o seu curto período de existência com a vida que estamos acostumados a presenciar e nos dá a oportunidade de ler bobagens(ou tosquices) como esta.

No fundo, todos sabemos que tédio não é nada mais do que o "não tenho nada para fazer" ou "não tenho vontade de fazer nada" ou ainda o radical "a minha vida é uma merda". Sinceramente, difícil que seja um tédio cuja frase definidora não seja uma das três citadas.

A merda, a porcaria, a droga, o saco e qualquer outro adjetivo não muito pejorativo ou depravante de tudo isso que eu acabei de escrever é que não há solução viável. Dormir acaba aumentando o tédio no retorno ao mundo... vivenciado de cada dia. Fazer algo como ler o jornal, um livro ou às propagandas de lojas comerciais quaisquer, não diminui o tédio. Mais uma vez, após executada a ação, o tédio torna-se maior.

Muito provavalmente o mistério(que talvez não seja mistério mesmo) de como acabar com o tédio não seja um dos maiores mistérios da humanidade, embora seja um dos maiores mistérios inúteis que habitam minha mente, e meu corpo, que se sentem presos a coisas patéticas como ler o local de fabricação de balas e ir até a cozinha para jogar o mesmo papel de bala no lixo.

Eu não odeio minha vida. Eu não odeio meu dia. Eu não odeio o idiota que atirou uma latinha de cerveja no meio da rua. Eu não consigo odiar nada hoje.

Como não posso fazer o que quero, conversar com quem quero e sequer odiar alguém, acho que vou dormir mesmo.

Que droga... estou entediado demais para isso.

7 comentários:

Crônico disse...

tédio é legal
podemos procurar algo diferente pra fazer
o que vier de diferente será positivo, mesmo sendo negativo, acabará com o tédio, de uma repetida monotonia sincromática

Karol_e_Rerisson disse...

Te indiquei pro selo "Olha que blog maneiro!"
Espero que goste ;D

O link pro selo e pras regras é http://outroraciocinio.blogspot.com/2009/01/selo-maneiro-esta-ai-o-selo-olha-que.html

Se não quiser participar, sem problemas, é só me avisar depois =D

Abraço

disse...

Eu odeio estar entediada.... mas ultimamente ando num marasmo só!
Bom mesmo é ficar a toa depois de uma longa semana de trabalho, mas ficar no tédio a semana inteira é uma droga!

Nathália disse...

Tédio é algo que não dá pra definir mesmo, só sentir.
Já escrevi sobre ele, e a melhor coisa mesmo é ficar longe dele.
:*

Ju disse...

Haha, bom o texto!
O tédio em si é algo realmente.. tedioso .

Sei lá, eu tento meditar! Sentar no telhado de casa, uma música ao fundo, fechar os olhos e, por sorte, não cair :)

Fazer alguma coisa sem estar fazendo nada. Engana o tédio :P

Miguel Bon disse...

legal
eu gosto de tédio

Graziela disse...

"tédio é legal
podemos procurar algo diferente pra fazer" (crônico)
quando se está com tédio não se tem vontade de fazer qualquer coisa!
e o cara acima que gosta de tédio provavelmente não existe

o fato é que eu olho esse negócio de tédio de uma maneira meio radical.. acho que o tédio não é mais do que uma escolha, não muito direta, claro.