Histórias do ViNícULa (para movimentar o blog)

Era uma vez um guri. Ele não vai ganhar um nome nessa história porque, afinal, nem toda história precisa ter nomes. Então. Um dia, esse guri recebeu um cartão. No cartão, dizia que ele havia ganho mil reais. Ele ficou feliz, largou o seu emprego e, quando foi ao banco receber os mil reais, descobriu que aquilo era uma piada de primeiro de abril. Aí, ele foi falar com o seu ex-chefe, dizendo que o fato de ele largar o emprego era(também) primeiro de abril. Só que o chefe dele respondeu que, em primeiro de abril, se faz piadas e chamar o chefe de gay chifrudo não era uma piada.

O guri voltou para casa e decidiu que nunca mais ia comer bolacha.

Moral da história: haja o que houver, nunca acredite em duendes...

Fim.

Um comentário:

Graziela disse...

hahahaha

foi o que eu sempre disse; afinal, duendes não usam chinelos.