Este é o título do post

Eu precisava esquentar água no fogão à lenha. Mas não tinha fogo, e eu não sabia fazê-lo no fogão à lenha. O meu irmão sabia, e então pedi a ajuda dele. Ele me ensinou a fazer direitinho, detalhadamente.
Primeiro colocamos duas lenhas grossas, uma em cada lateral. Entre as lenhas colocamos duas folhas de jornal (pode-se enrolar as folhas, de maneira que o fogão pense que são lenhas mesmo). Então, pegamos lenhas finas e colocamo-as em diagonal, fazendo espécies de pontes entre uma lenha grossa e outra. Estando tudo armado, riscamos o fósforo e colocamos o fogo no jornal. Agora reze. Sim, porque sem fé, a menos que se troque as lenhas grossas de lugar, é tecnicamente impossível que o fogo das lenhas finas pegue nas grossas, que estão embaixo.

Mas aí então, o meu irmão começou com as viagens dele (aquele jeito de armar o fogo já não era uma viagem?)...
Caetano: - Será que esta madeira aqui vira ferro com o tempo?
Graziela: - Sim, precisamos apenas fazer uma modificação atômica em suas moléculas.

E falando no meu irmão, já que ele está querendo divulgar seu blog, aí está o link: Chiclete de Asfalto.

2 comentários:

Skici disse...

você só esqueceu de dizer que depois que eu te ensinei tu disse: "na proxima vez eu fasso sozinha que fica melhor"...

vini disse...

até onde eu saiba
fogão à lenha é uma mini churrasqueira
e não precisa fazer pontes e estruturas assim
é só pegar paus finos(sem malícia povo inútil), ou sabugo de milho, colocar um jornal pra ajudar a pegar e pronto, aí quando estiver queimando, coloca-se a tora mais grossa
é simples
mas é complicado sim