A todas as pequenas e grandes crianças

Dia daqueles que riem, que sorriem, que choram, que gritam, que correm e ficam parados, procurando se esconder. Dia daqueles que brincam de carrinho, de boneca, acham palavras cruzadas muito chato e comer jiló um inferno. Dia de comer pirulito, sorvete, balas doces, leite com nescau e muito chocolate puro. Dia de sonhar com voos incríveis, passando por cima da cidade e vendo as pessoas minúsculas lá embaixo. Dia de cantar sem saber a letra, de tocar a campainha e sair correndo, de brincar de super herói, desenhar qualquer coisa e correr para mostrar aos pais, pintar com tinta guache e sujar toda a roupa nova brincando de construir um castelo. Dia de querer todos os brinquedos que aparecem na tv e, segundos depois, dizer que aquele brinquedo que se tem é o melhor do mundo. De achar que a escola é um lugar legal para brincar com os amigos e que a hora do recreio é a melhor hora do dia. De assistir desenho e rir com o filme do macaco falante. Dia de contar estrelas no céu e dizer 'quando eu for grande quero ser astronauta'. De sair chutando uma bola por todos os lugares e se imaginar levantando um troféu de campeão. Dia daqueles que brigam e logo fazem as pazes. Dia daqueles que dizem que querem outra coisa mas se divertem muito com o que ganham. Dia de quem faz, de quem acontece. De quem não sabe o que é o mundo ou a sociedade.

Pequenas e grandes. Ricas e pobres. Meninos e meninas. Daqui ou de lá. De qualquer lugar.

Dia da pureza, da inocência, da verdade e da espontaneidade.

Dia das crianças.

Um comentário:

Maria Helena disse...

São poucas as coisas que eu não faço dessas que tu citou Vini
hahahahahahahahaha

Inclusive, tenho 16 e ainda sonho em ser astronauta (Y)

No fim, acho que a criancice que cada um traz dentro de si não muda, mesmo que passem muitos e muitos anos e já estejamos velhos ^^ Beijo (: