A verdade, para um todo específico, não existe. Não seja fanático achando que sim

Ou você é PMDB ou é PP. Ou PT, que seja.

Ou você é gaúcho ou é resto do país.

Ou gosta de frio ou de calor.

Grêmio ou Inter.

Heavy metal ou nada.

Cristão, ateu ou muçulmano(quem sabe até judeu).

Trabalhador ou vagabundo.

Branco, negro ou quem sabe índio.

Ou você mora em cidade grande ou é um caipira estúpido.

Extremismo, radicalismo, raio que os partam. E para que? Só para 'poder' xingar alguém, ofender alguém até a humilhação, para querer que a sua 'raça ariana' prevaleça sobre as outras, raças?

O resto nunca serve, nunca presta, bando de idiotas, estúpidos, que não sabem nada, que não fazem nada, que não entendem nada, que não são nada que preste. Qualquer coisa é motivo para chacota, ofensa, humilhação, críticas duras e insensíveis, sinismo e ataques verbais de qualquer outra origem.

Afinal de contas, Hitler fez isso. Os brancos de certa forma fazem isso. Hooligans, Hugo Chávez, Galvão Bueno, qualquer metaleiro(ou que finge ser um), qualquer 'líder' árabe, qualquer estadunidense ou Mao Tsé Tung, plaiboizinho de cidade grande. Qualquer um que limite seu mundo à sua cabeça, aos seus corretos(???) conceitos, às suas verdades (absolutas) deixa de lado uma parte gigantesca do mundo.


Fui almoçar enquanto escrevia o texto. Perdi metade das coisas que iria escrever. Acho que o cachorro comeu.

Sou contra esse radicalismo todo, esse fanatismo. Isso, fanatismo eu não tinha citado aqui. Porque não deixa de ser. É tudo de tal gênero que presta, o resto, de outros gêneros, é isso, é aquilo mas, sendo o que for, não presta, é ruim, é porcaria, enfim.

No fim das contas, faltam olhos, ouvidos e cérebro a muitas pessoas que não querem ver o resto, e não querem ver também, muitas vezes, quem está nesse resto, agindo dessa maneira, depreciando tudo. É fácil idolatrar um radical. Afinal de contas, ele é decidido, é isso, é aquilo.

E é também um grande idiota que julga-se dono de uma verdade que, dificilmente, existe para o todo.

3 comentários:

Rebeca Postigo disse...

É...
Ainda não entendo muita coisa... =/
Ou talvez não queira entender...

Bjs

Graziela disse...

Certamente, os fanatismos e extremismos nunca trouxeram bons resultados para a humanidade.

Anônimo disse...

na boa, vocês não são coerentes

mas bom

esse ficou legal até

melhor que algums outros do mesmo autor