Cantiga de Mal Dizer

Talvez um pouco "impressionado" com as aulas de literatura, coloco aqui uma Cantiga de Mal Dizer pequena, porém muito bem feita!

João Garcia de Guilhade

Cantiga de maldizer

Martim jogral, que defeita,
sempre convosco se deita
vossa mulher!

Vedes-me andar suspirando;
e vós deitado, gozando
vossa mulher!

Do meu mal não vos doeis;
morro eu e vós fodeis
vossa mulher!

^^

Um comentário:

Paloma disse...

oapdksaokdppokasdsokp