As diferenças não fazem diferença, se é que existe diferença mesmo

A loucura e a insanidade andam juntas. Por vezes são uma só. Como a espontaneidade e a sinceridade. No fundo, as quatro se diferenciam somente por conceitos diferentes porque, no final das contas, o louco e o insano são pessoas semelhantes por terem essas características. Assim como o sincero e o espontâneo. E, sinceridade e espontaneidade são características que acabam diferenciando os normais dos loucos, dos insanos. A sinceridade indica insanidade. Porque só sendo insano, louco, maluco, débil mental é que se pode agir de maneira espontânea e sincera.

Entenderam?

Se não entenderam, beleza. Nem todo mundo deve ser capaz de entender um parágrafo tosco, porém espontâneo e sincero, da maneira correta. Se é que, nesse caso, haja apenas uma maneira correta de entender um emaranhado de frases curtas(ou não) e um pouco(mas só um pouco) relacionadas umas com as outras(ou não também).

A definição de cada uma dessas palavras, que são tanto substantivo próprio(de cada louco, maluco, insano, sincero ou espontâneo) quanto adjetivo(pessoal, impessoal, sem pessoa ou muito mal acompanhado) é feita apenas no momento em que se quer explicitar a (talvez pequena) diferença entre elas. Se bem que a classificação morfológica(ou sintática ou qualquer outra porcaria de classificação usada somente com o intuito de atrapalhar o raciocínio lógico(que no caso é o que mais importa) do aluno) não faz a menor diferença nesse e em qualquer caso quando trata-se de loucura, insanidade, sinceridade e/ou espontaneidade.

No final do texto, geralmente coloca-se uma conclusão mas, que conclusão posso colocar sobre isso? Não existe uma conclusão. Nem para o assunto, nem para a maneira como essas coisas, características ou coisas afim. Não existe conclusão quando se fala em algo que não é muito visto. Em algo ao qual apenas uns poucos aderem.

Porque esses poucos, como os que eu conheço, não se importam muito com conclusões, sejam elas precipitadas, pensadas ou apenas imaginadas. Esses poucos se preocupam com o que fazer com essas coisas, características ou afins. O que fazer, como fazer, por que e para que fazer.

E chega.


(Escrito em 01/02/09, às 23:20 pelo ViNícULa)

11 comentários:

Ju disse...

E viva aos loucos insanos, sinceros e espontâneos!

Gostei do texto, legal ;)

J""LIMA disse...

OI TO PASSANDO PARA ACOMPANHAR TEU BLOG "" ACOMPANHA O MEU TBEM BJUUSS""

Maurício disse...

hey

tem quatro homens como colaboradores, que história é essa de beijos?

Graziela disse...

oi to passando para dizer que esse tipo de divulgação não cola por aqui, miguxo""

ViNícULa disse...

puts
é de big brother o blog do cara

que gay

ViNícULa disse...

e outra
o cara nem tá acompanhando porra nenhuma

Graziela disse...

eu nem tinha me dado o trabalho de conferir o blog do cara. mas o como o vini falou eu fui pra confirmar
é sobre bbb... que grande porcaria!

Letícia disse...

aiushiauhsiuhas
ele disse que tava acompanhando o meu tbm...fui ver e só tem coisa de miguxo no blog dele
blé
mas quanto ao post...achei massa...mas não sei bem o que pensar...to com sono
eu posso mandar beijo pq sou menina :P

Maurício disse...

sim

se ao menos ele especificasse

dai sim, vejo que tem um comentário no tosco, vou olhar ele, tem um animal que fala que ta acompanhando o blog, o que não é verdade, pede o mesmo e o pior de tudo, manda um beijo, mas dá um tapa na orelha bem dado é pouco

Letícia disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Jessica Berdych Laviere disse...

Cada dia que venho aqui,sempre me surprendo com a qualidade deste blog que é altissímo.
E viva a loucura e a insanidade,das quais me aproveito para fazer coisas que não faria normalmente.

Esse cara tbm esteve no meu blog dizendo a mesma coisa,deve ser um descerebrado.

Bjos