Histórias do ViNícULa - vamo que vamo gaúcho

Ele um dia quis bater o recorde mundial de caminhada. Era um gaúcho. Saiu de sua casa, na distante Uruguaiana(claro, gaúcho bagual tem que ser de uma cidade tipo Uruguaiana, ou Alegrete) e decidiu que caminharia até cansar.

Passou pela "gigantesca" Frederico Westphalen, por São Miguel do Oeste, por Cascavel, por Campo Grande, para caminhar mais foi até São Paulo, pegou a Via Dutra e foi para o Rio, depois Vitória, Salvador, e assim foi. Eu não consigo listar todas as cidades que o bagual passou, porque foram umas 2351 cidades nesse inutilmente gigantesco Brasil.

Ele foi caminhando, pegando barcos e caminhando, sem parar, sem dormir, sem descansar. Comendo e bebendo, mas em pé, sem sentar. Durante 6 anos. Quando chegou ao Canadá, com 14° negativos, disse um "Bah tchê, tá começando a ficar frio" e comprou uma camisa de manga longa.

Seguiu caminhando, passou até pelo Alaska, quando decidiu voltar. Tava com uma saudade do churrasco do tio Hélio que tinha que voltar. Mais 4 anos(em descida a coisa rende mais...) até chegar em Uruguaiana novamente.

E se passaram 10 anos e nada do nome dele estar gravado no tal livro dos recordes. Foi então que lhe avisaram que o fiscal que estaria com ele na viagem, decidiu dormir em uma capital e não o achou mais. Então, caminhando em busca do gaúcho gaudério dessa história, ele acabou registrando como seu o recorde mundial.

Filho da puta que dormiu no posto porque tava cansadinho. Era uma bixinha aquele fiscal. Uma bixa completa.

O gaúcho ficou tão louco da vida que decidiu ir atrás do idiota. Quando o achou, deu um tapão na raiz do ouvido e disse assim "mas tchê, por que tu não me avisastes que eu podia dormir um pouco?!!!".

2 comentários:

LaLa! disse...

Ashuasu... Ah! Vinícula.. . doido ;)
Fiscal idiota tbm neh?! hahaha... .

Sem comentários
adorei a ESTÓRIA poq isso nem foi real com certeza
bjo**

Graziela disse...

hahahahahahahahahaha

muito boa