Porque eu não tinha nada mais para escrever

Pois é. Já estamos no terceiro dia de 2008. Eu não fiz nenhuma promessa, mas estive pensando, e, se eu quiser continuar com alguns projetos, vou ter que seguir alguns passinhos...

- Não gastar tanto dinheiro com cafés expressos, chocolate, passoquinhas, e sorvetes (a razão pela qual sempre sobra mês no fim do dinheiro);
- Não matar aulas, ou matar o mínimo possível (caso contrário eu terei que repetir o ano);
- Não se preocupar em fazer as provas em menos de um período (afinal, a gente não vai na escola para passear depois da prova).

É claro que eu poderia começar também a fazer os trabalhos escolares com antecedência, mas isso é o cúmulo do mal exemplo. Já chega os dois que últimos que citei acima... E se eu começasse a ficar quieta durante a aula os professores talvez começariam a gostar de mim, mas se os professores não gostam de mim, azar o deles. Eles que me agüentem.

No mais, 2008 pode ser igual a 2007. Nem pensar em dietas de segunda-feira, bastante bagunça o ano todo, maluquices na escola, bastante dormência nas férias, insônias à noite, e tudo mais.

Um comentário:

ViNícULa disse...

é
não se faz promessas
depois de um ou 2 dias acabamos esquecendo disso