Pensando na vida

Hoje eu me acordei cedo e fui pra duas missas. O padre daqui está de saída é uma pena. Então depois eu fui num restaurante almoçar. De férias finalmente, se hoje estivesse na metade do ano eu iria estar chateado só de lembrar que amanhã ia ter aula, mas que nada, estou de férias já. Durante toda minha vida eu nunca tive saudade de ir na aula, todo dia de manhã eu sinto um vazio em mim só pelo fato de estar em casa sem fazer nada, saudades da minha escola, saudades da minha turma, esse ano mato a pau.

Então quando eu voltei pra casa, caminhei 1 quilômetro e alguns metros, vi que meus pais saíram. Beleza, sozinho em casa. Cheguei e fui direto para o chuveiro, tomei um banho pra refresca a cabeça. E agora que não estou fazendo nada, eu costumo pensar em alguma coisa, sempre que eu fico sem fazer nada eu penso bobagem, não só eu, mas aposto que quase todo mundo que não está fazendo nada começa a pensar besteira. E nessas minhas "reflexões", eu chego há muitas conclusões, a maioria delas são muito precipitadas, como um dia eu pensei nessas lojas que colocam uma placa assim:"sorria, você está sendo filmado", para mim isso é uma desconfiança enorme, eles não confiam em nós até que se prove o contrário. Bom, está certo que hoje em dia existem muitos ladrões...

Com toda certeza essa foi uma conclusão precipitada, é a vida. Opinião minha é claro. Eu também costumo pensar em mulher. Lembro-me dum filme que eu vi um dia, "do que as mulheres gostam", um cara atrapalhado toma um choque e desde então começa a ouvir o que as mulheres pensam, eu também gostaria de ter esse "poder", mas só em filmes mesmo. Sempre que estou sozinho em casa eu penso em tudo e mais um pouco, penso no dinheiro. As pessoas gananciosas que acham que quem é rico é feliz e que sem dinheiro não se pode ser feliz. Eu aposto com essa pessoa que um casal humilde de classe baixa, que mora em uma favela até, eles são mais felizes que qualquer rico ganancioso por ai.

Penso também num dia em que eu estava rindo sem parar e uma pessoa me perguntou se eu não tive infância e eu disse que tive sim e que foi muito legal por sinal, mas naquele momento o meu lado criança estava falando mais alto, sim a gente tem dois lados, o lado adulto e o lado criança. É o que eu penso, tanto que eu acho que quem se acha o adulto já, é porque não teve infância.

Tudo que eu escrevi são pensamentos meus, muitos podem não concordar comigo e estão certos. Bom, cabo minha tranqüilidade, meus pais chegaram. Vou agora escutar um bom e velho rock'n'roll, acabei de baixar um CD do The Cure e vou escutá-lo.

Deixo aqui uma parte da música que eu estou escutando agora, quem puder ouça esse música é tri massa:

Boys Don't Cry-The Cure

"I would say I'm sorry
If I thought that it would change your mind
But I know that this time
I have said too much
Been too unkind

I try to laugh about it
Cover it all up with lies
I try to
Laugh about it
Hiding the tears in my eyes
'cause boys don't cry
Boys don't cry"

Toca muito o The Cure.Voltaremos.


6 comentários:

biaaaaaaaaa disse...

Cara, eu tb curto boys don't cry, como você disse, é tri massa!
Gostei do blog...

H disse...

ahau. como diz o titulo do blog, ele é realmente tosco, no bom sentido..

ahauaha
flw.

abraço.

Francii Câmara disse...

OIee mOre..!!


Nem fala...
Qnduu eu paro pra pensar...
1° me vem a saudade que vou ficar dos meus amigos de escola...
Depois só vem besteiras...



Mas o bom mesmo é pensar que esse ano valeu a pena apesar de tudO...


Saudades de tii já...!!



BeeeiijO mOr...
AmO-t
=*

Otávio B. disse...

The cure é show hein... E pensa faz bem, ainda mais quando se está sozinho em casa, e se tem uma dose extra de paz...

Abraços

http://espadadotemplario.blogspot.com/

Jul!o disse...

Hum...tbm adoro the cure...
E fico pensando na vida tbm..saudade dos tempos de escola, amigos que não estão perto de mim

Graziela disse...

haha...
eu não tenho um lado adulto e um criança...
eu só tenho o lado criança...