A busca pela guria perfeita

(postado originalmente no Blog do Maluco, com o final alterado)

Mais uma vez percebi hoje que estava pensando em algo muito estranho. Após presenciar algumas coisas, saber de outras e ainda ler outras, percebi que estava eu pensando hoje em como seria a guria perfeita.

Escrevo guria, pois é um termo mais gaudério. Garota é muito... normal(nesse momento escuto “era um garoto” do Engenheiros do Hawaii, bem na parte onde ele fala em “havia mil garotas à fim”, uma grande coincidência).

E constatei.

A guria perfeita deve ser gaúcha e amar ser gaúcha.

A guria perfeita, tem de ser uma pessoa alegre, que saiba divertir e se divertir, mas não pode ser muito alegre, senão torna-se uma bobona, uma boba alegre, aquela que ri até de um mosquito cagando em seu braço.

Mosquito... isso me lembra que a guria perfeita não pode ter nojo, seja de insetos ou de arrotos, ela deve saber compreender, mas não pode ser “macha” e arrotar junto, senão isso é muito indelicado para uma guria perfeita.

A guria perfeita tem de ser inteligente, que saiba capitais de países, o valor de PI e deve também entender de futebol, enfim, precisa ser inteligente o suficiente para receber elogios sinceros. Mas ela não pode ser uma nerd que só pensa em estudar e nem uma fanática em futebol, que xingue juiz e tudo, porque isso se torna coisa de guri.

Precisa ser além de inteligente, esperta e ágil em seus pensamentos e atitudes, mas não muito esperta para que caia em algumas brincadeiras e nem tão ágil para dar cortes em você quando você fala um besteira.

Ela deve saber rir das suas besteiras e falar besteiras de vez em quando, para podermos rir junto. Mas não pode falar muita besteira se não passa a ser idiota.

Precisa ser sincera ao ponto de dizer que lhe ama(hehehe) e nunca mentir.

A guria perfeita deve ser educada, dizer por favor e obrigado e também deve evitar falar palavrões, pois como eu escrevi uma vez, tira um pouco o jeito meigo das mulheres falar palavrões.

(acho que as gurias que estão lendo isso estão se espantando com um certo tom machista, mas não é machismo, apenas uma manutenção da simplicidade feminina)

Falando em simplicidade, a guria perfeita precisa ser simples. Não gostar de frescuras, não ter medo de chuva e culinariamente não pode ser fresca, ela deve comer de tudo.

A guria perfeita não se importa com a sua aparência ou se você está usando um tênis limpo ou sujo. Ela acha que você está bem vestido mesmo quando não está. Mas de vez em quando dá uma opinião sincera e manda você colocar uma roupa mais adequada. Ela não pode gostar de coisas muito elegantes(aí está a simplicidade) e nem deve gostar de se maquiar muito. Passa pouca maquiagem, pois entende que você prefere a beleza natural dela.

Ela deve entender que você é feio pra caramba. Ela não liga se você é feio. Ela não é nenhum pouco superficial.

Ela não exige que você faça a barba todos mas pede que não deixe crescer muito. Quanto ao cabelo, ela acha legal do jeito que você acha legal.

A guria perfeita precisa ser simpática, mas não simpática demais senão muito marmanjo acaba dando em cima dela achando que o simpática quer dizer um “to afim”. Ela deve ser sempre fiel, porque você, com uma guria dessas, vai ser sempre fiel, a não ser que sejas um normal.

A guria perfeita é dedicada a tudo o que faz. Mas dedica um tempo especial a você. Grande parte do tempo dela. Ela deve ser católica(na minha opinião) participativa. Deve desacreditar nas besteiras que os cientistas falam e precisa ter uma opinião própria com ótimos argumentos para isso.

Ela veste roupas simples e usa salto alto muito raramente, pois não gosta muito. Ela não deve ficar fazendo regime, pois acredita quando você diz que ela não precisa.

Ela confia em você, lhe conta tudo e lhe ouve também. Sabe aceitar as situações difíceis mas de vez em quando deve reclamar sim, para não ser uma santinha.

Ela não pode ser santinha. Deve desejar mal aos normais, por odiar eles.

Ela não pode ter nenhuma mania de patricinha fútil metida a besta, deve ser desapegada de bens materiais, mas gostar quando você dá-lhe um presente. Deve ser generosa, mas não muito, precisa saber fazer várias coisas legais, e entender de flores e de cores. Um dom artístico como cantar muito bem também é bem vindo. Para isso uma voz suave é fundamental.

Ela não deve ficar em cima do muro sempre empacada na hora de escolher, porque ela precisa ser decidida, saber o que quer.

Ela deve ser maluca e lhe acompanhar nas suas maluquices. Ela deve matar baratas e lavar a louça com você. E precisa rir junto com você, de maneira sincera, quando você passa um pouco de espuma na bochecha dela.

A guria perfeita precisa ser meiga, mas não ao ponto de derreter ao sol como manteiga. Deve ter amigas, que gostem de você e apóiem o relacionamento de vocês. A guria perfeita não faz fofocas, aliás, não tem amigas fofoqueiras.

A guria perfeita não deve ter, em hipótese alguma, um corpo siliconado. Isso tira a beleza natural. Ela gosta da natureza, gosta de festa, mas geralmente prefere ficar em casa, um lugar mais sossegado. Ela deve amar os pais dela e os seus. A guria perfeita tem uma mãe prestativa, que gosta de você e que apóia o relacionamento dos dois, assim como a amiga. O pai dela deve estar sempre concordando com ela e nunca contra ela.

A guria perfeita sabe doar sem receber nada. Mas deve saber pedir ajuda ou alguma outra coisa quando precisa, em primeiro lugar a você, que deve atende-la.

A guria perfeita deve ser especial. Falar de um jeito especial, pensar de um jeito especial, amar você de um jeito especial.

Bom, existem muitos outros quesitos, mas escrevi esse texto para mostrar que, por mais que se procure, a guria perfeita não existe. Até porque, essa tal perfeição não existe. Nem em uma guria nem em um guri, aliás, nem em nada. Que aproveitemos a vida sabendo que a perfeição está em Deus, apenas Nele. E que aqui na Terra, por mais que queiramos não acharemos uma.

E pra terminar digo que, se eu achasse uma guria dessas, eu não me relacionaria com ela pelo fato de ela ser perfeita. Seria uma coisa muito sem graça, uma pessoa sem defeitos seria algo extremamente chato, alguém que lhe mostraria a todo momento o certo.

Sinceramente eu faria isso, porque... talvez porque o maluco aqui goste de algumas coisas diferentes de como escreveu no texto.

Resumindo tudo: a perfeição não existe(até porque, a bergamota pokan foi trazida do Japão pelos japoneses, isso tira a perfeição dela) e isso é bom... eu acho.

Um comentário:

Graziela - A Louca disse...

o final (ultima frase do post) foi filosófico...
e sobre a perfeição,
como eu mesma digo:
"perfeição é a arte de enxergar o certo nas coisas erradas"..